“Russians”, a canção de 1985 que se tornou atual, de Sting

Compartilhe:

Letra do cantor inglês que criticava a Guerra Fria entre EUA e União Soviética voltou a ser relevante, com a guerra da Ucrânia

Bomba musical: Sting usa canção 'Russians' contra Putin | VEJA

 

O ex-baixista do The Police, o britânico Sting, postou um vídeo onde interpretava a canção “Russians”, composição de 1985, que faz parte do álbum solo de estreia, The Dream of The Blue Turtles.

37 anos após o single ser lançado e pouco executado por Sting, pelo fato do artista não achar a letra relevante, “Russians” se torna atualizada em uma homenagem aos refugiados da Guerra na Ucrânia.

A canção é um alerta sobre os perigos de conflitos militares com armas nucleares (a letra cita Robert Oppenheimer, físico americano considerado “o pai da bomba atômica”).

“Há um sentimento crescente de histeria na Europa e na América / condicionado para responder a todas as ameaças / Nos discursos retóricos dos soviéticos / Senhor Kruschev disse: “Nós vamos enterrá-los”.

A postagem do músico chega em apoio à Help Ukraine, uma iniciativa para enviar ajuda humanitária para um posto de arrecadação na fronteira ucraniana na Polônia.

Em sua mensagem, Sting diz: “Eu raramente cantei essa música ao longo dos anos desde que foi escrita, porque nunca pensei que seria relevante novamente”.

Na legenda do vídeo, que já tem 1,5 milhão de visualizações, o cantor a dedicou aos “bravos ucranianos que lutam contra essa tirania brutal e também para os muitos russos que estão protestando contra essa indignação apesar da ameaça de prisão”.

Sting não é o primeiro roqueiro a apoiar a Ucrânia desde que a Rússia invadiu o país. Brian May, do Queen, disse estar “chocado, horrorizado e triste”. E David Gilmour apelou aos soldados russos: “Parem de matar seus irmãos. Não haverá vencedores nesta guerra”.

Assista a versão original de “Russians”!

Compartilhe: