Capa Preta Rock retorna com formação consolidada e libera clipe

Compartilhe:

Foram dois anos em stand by, tanto pela pandemia causada pela Covid-19, quanto por situações pessoais nas vidas dos integrantes.

 

Acabaram as buscas, a banda Capa Preta Rock anuncia para todos que estão de volta e informam que estão prestes a divulgar a data do primeiro show com a formação atual.

Os ensaios estão a todo vapor e o clima está muito bom entre os integrantes. Na bateria, a banda conta com Jessé Marques e tem o retorno do Augusto Lange (Mineiro) nos vocais, que já gravou um disco com a banda “Nada que não Possa Piorar” em 2017.

Mineiro que nesses quase cinco anos, fundou a Neon e atualmente segue em paralelo com a Capa Preta Rock, Timore e Libahunt, fala sobre o seu retorno.

“Estar de volta à Capa Preta é uma experiência nostálgica, mas ao mesmo tempo mostra como podemos amadurecer! Quando saí em 2017, tive vários problemas que, olhando para trás, poderiam ser facilmente resolvidos! Felizmente a vida deu a nós essa oportunidade, e cá estamos fazendo música juntos e tendo a melhor química possível dentro da banda. Outra coisa que me ajuda bastante é saber não misturar os meus  estilos onde não se encaixam! Hoje, além dessa banda, canto em outras duas, Libahunt e Timore, e essas têm o seu estilo e vibe completamente opostas ao estilo predominante no Capa Preta, não só musical, mas também vocal!  Estou muito empolgado para o nosso futuro juntos! O Capa Preta está mais forte do que nunca, e o nosso trabalho está bem intenso! Estou realmente ansioso para os nossos shows e singles que iremos fazer juntos, e posso garantir que não serão poucos!”.

Daniel Dosso, ou simplesmente (Dani), Guitarrista desde o início da banda também comenta sobre esta nova fase da banda.

“Estou muito feliz e entusiasmado com essa nova fase da Capa Preta Rock. A entrada do Jessé na bateria trouxe mais pegada e qualidade nas músicas e a volta do Mineiro nos vocais buscou a energia e o potencial que estava adormecido na banda. Como guitarrista estou ansioso para o que 2022 nos reserva e pelas novidades que iremos apresentar, e para continuar minha longa parceria com Tchaina (baixista) e com as novidades da Capa Preta”.  

Jessé Marques, traz a estabilidade e tranquilidade que a banda vinha buscando fica nitidamente claro quando a gente vê a banda ensaiando quando perguntamos ao novo baterista da Capa Preta como ele se sente ao entrar na banda ele nos responde o seguinte:

“Pra mim foi uma grande surpresa e alegria receber o convite para participar da banda na qual nosso ilustre amigo Tchaina faz parte, mesmo sabendo das grandes dificuldades após  anos longe da música.  Agradeço pela confiança colocada em mim e quero fazer valer. Minha amizade com a banda veio durante os ensaios com as outras bandas que a sub_discos apoiava e depois de tanto tempo tenho o privilégio  de estar integrando a equipe”.

Quanto ao Tchaina quando questionado como sente com esse momento que vivencia com a banda ele nos diz o seguinte:

“Depois de tantos momentos difíceis que se apresentaram para nós nos dois últimos anos, ter o Jessé na banda que é tão proativo, criativo e parceiro na busca pelas conquistas da banda, tocar com ele é muito bom, muito fácil e nos entrosamos já no primeiro ensaio com muita facilidade. O retorno do Mineiro a banda, adiantando muito os trabalhos porque já conhece a tanto a mim quanto ao Dani, nossas manias e peculiaridades, conhece o repertório e nos coloca num momento de bastante crescimento e amadurecimento como pessoas e músicos. Só tenho a agradecer aos três por acreditarem no projeto tanto quanto eu. E não tenho como expressar tanta alegria e felicidade, em podermos começar a nos articular novamente, tanto nas produções artísticas da banda como voltar aos palcos”.

O vídeo de “Antes de tudo Acabar” é uma concepção do Jessé Marques, baterista da banda e responsável pela captação das imagens e edição.

Assista!

 

Sobre a Capa Preta

O ano de 2015 foi o marco inicial da trajetória de Capa Preta Rock, tendo como principal objetivo trabalhar a música em sua essência e trazendo simplicidade a suas releituras.

Nos shows apresentam canções que fizeram história na música popular brasileira, adaptadas para o rock, exemplo disso são as versões de “Garçom” do Reginaldo Rossi  e “Menina Veneno”  de Ritchie, clássicos populares  adaptados ao Rock. gandas brasileiras e Gaúchas também são tributadas nas apresentações ao vivo, Legião Urbana, Capital Inicial, TNT, Aborto Elétrico, Vera Loca, Titãs são alguns  do clássicos Executados pela Capa Preta e também músicas autorais que já tem tido uma ótima aceitação por onde passam.

A banda é formada porAugusto Lange (Mineiro) nos Vocais, Jessé Marques na bateria, Anderson Severo (Tchaina) e Daniel Dosso na Guitarra.

Com o propósito de proporcionar muita diversão nos seus shows e fazer a galera cantar junto, “Capa Preta Rock” é uma banda que transita em versões divertidas e musicas autorais.

A banda tem em sua discografia dois trabalhos lançados: “Antes de Tudo Acabar”, “Nada Que Não Possa Piorar” e o Single Gatos Pretos destacando o grupo no cenário musical. Essas produções exibem canções para os mais variados e exigentes gostos, convidando o público para cantar e dançar junto com a banda.

Ouça!

 

Por: Sub_Discos Label & Distro

Compartilhe: